A iluminação é uma importante etapa na decoração do seu lar e precisa receber tempo e atenção, tanto no projeto quanto na procura do artefato ideal para cada ambiente da casa.
Por isto trouxemos para você 5 dicas fundamentais para decorar ou dar aquela repaginada em sua residência.
Confira e inspire-se.

Sala
A sala é um ambiente importante e precisa de muita atenção na aplicação da iluminação. Você possivelmente recebe ou receberá visitas e é preciso, além de manter os cuidados com a estética, valorizar também a questão de saúde dos olhos de quem mora e de quem frequenta este ambiente.
Na maioria dos casos são indicados dois tipos de iluminação: a geral, em que se utiliza de lustres, apliques, trilhos ou painéis; e a local feita por abajures e focos de luz.
Os lustres de ferro batido, madeira, bronze ou cristal, por exemplo, são usados com diversos estilos, devendo-se adotá-los para decorações muito características. Eles oferecem um estilo de decoração muito charmoso e peculiar.
Em algumas situações como livings de apartamento, de teto baixo e tamanho médio ou pequeno, abajures são o suficiente à iluminação.
Na sala, procure distribuir os abajures de uma maneira em que um lado não seja mais iluminado em demasia e outro tenha seja escasso. Lâmpadas amarelas são recomendáveis devido sua sensação de conforto e caso prefira escolher as dicróicas, deve-se tomar cuidado para que essas lâmpadas não ofusquem a visão.

Cozinha
Na cozinha a iluminação deve ser projetada sobre o foco do preparo de alimentos. Dessa forma é aconselhável a utilização de utilizadas lâmpadas ofereçam a máxima fidelidade na reprodução da cor, o que chamamos de: índice de reprodução da cor (IRC).

A seguir algumas sugestões:
.Lâmpadas fluorescentes compactas Philips economizam energia e têm IRC 82.
.A linha de fluorescentes Super 80 Philips são ideais para várias aplicações residenciais, possuindo IRC 85.
.As lâmpadas halógenas garantem mais brilho e destaque para sua residência com uma excelente reprodução de cores (IRC 100).
.As  incandescentes têm o IRC 100 e podem ser usadas em todos os ambientes com potência adequada.

Quarto
A parte mais aconchegante da casa deve possuir iluminação impecável, por isso é aconselhável luz indireta e uniforme.
Para chegar ao melhor resultado podem ser utilizadas luminárias com filtro em vidro, acrílico ou outros materiais.
Para controlar a intensidade da luz utilize um dimmer. Ele ajuda tanto na economia quanto na medida ideal de luz para cada momento.
Se preferir você também pode optar por aplicar o uplight, que nada mais é do projetar a luz para cima que será refletida no teto e iluminará o quarto inteiro.

Banheiro
A iluminação do banheiro também exige alguns cuidados na hora da aplicação da luz. Trata-se de um ambiente bastante frequentado e não pode passar despercebido.
A dica aqui é para evitar luzes refletoras, pois podem criar excessos de sombras e também de luzes que emitem muito calor. Prefira uma iluminação baseada em lâmpadas fluorescentes com luminárias de acrílico leitoso, por exemplo.
Não se esqueça da iluminação em cima da bancada da pia.

Sala de Jantar
Se tratando de um dos lugares mais especiais do lar, a sala de jantar exige muita atenção na hora de pensar na iluminação do ambiente para não exagerar.
Algo que acontece muito na sala de jantar é a constante utilização de lustres. Claro que é muito charmoso e não é contraindicado. No entanto é possível ousar, ser criativo.
Você pode escolher usar dois focos de luz no teto em cima da mesa de jantar, luz difusa ou arandelas, por exemplo. Dessa forma você criará algo surpreendentemente charmoso e inovador para momentos especiais com sua família.

Aplicando esses itens você estará cuidando da sua saúde visual e também tornará seu lar um ambiente extremamente luxuoso e com a iluminação ideal.

Fonte: AMC Construtora